domingo, 19 de fevereiro de 2012

ELVIS E EU

Olá Kbronscos e Kbronscas!!!


Todos sabemos pelo menos um pouco da história de um dos maiores artistas musicais de todos os tempos, mas que tal saber do ponto de vista de sua ex-esposa, vamos lá?



SINOPSE:

Priscilla leva uma vida sossegada nos Estados Unidos quando seus pais informam que a família se mudará mais uma vez, seu pai que era da Força Aérea havia sido transferido não pra outro estado, mas para outro país,  a Alemanha. Priscilla não quer ir de forma alguma e enquanto prepara a mudança encontra uma foto de sua mãe com ela no colo ao lado de um homem que  não conhece e descobre que seu pai não é o homem que  sempre pensou que fosse, a pedido da mãe  permanece calada sobre o assunto. Na Alemanha a vida é exatamente como  imaginará sem nada de bom, até que um dia quando  vai ao clube destinado e entreter os Norte Americanos, naquele dia estava sendo feito um concurso de melhor imitador de Elvis Presley e um dos oficiais pergunta a ele se  gostaria de conhecer o cantor em pessoa, a principio não acredita que ele o conheça pouco depois da conversa se convence e diz ser necesário a autorização dos pais, o homem vai com a esposa até a casa dela e fala com eles. A grande noite chega e lá esta ela na sala de estar olhando para o maior cantor mundial, os dois tem uma sintonia no mesmo momento em que se veêm. Elvis a partir daí quer ter sempre a presença dela em sua casa, mas seu pai não gosta nada da idéia por ela ter apenas 14 anos e ele 24. Mesmo com a desaprovação do pai os dois começam um namoro que terminaria em um dos casamentos mais comentados de todos os tempos. Quando o conto de fada se quebrou, Priscilla se viu em um casamento de aparências regado a traições e brigas, precisa mudar tudo aquilo e refazer sua vida.

INFORMAÇÕES SOBRE O FILME:

Título original: Elvis and Me
Elenco: Susan Walters (Priscilla Presley), Dale Midkiff ( Elvis Presley), Hugh Gillin (Coronel Tom Parker), Marshall R. Teague (Rick Colton), Sara Martineck (Lisa Marie aos 4 anos), Chris Ufland (Matt), Greg Webb ( Currie Grant), Alice Cadogan (Carole Grant), Ken Gibbel (Demont), Cynthia Harrison (Dee Stanley), Wayne Powers (Joe Esposito), Maria Clarie (Pam Putherford), Erick Ratliff (Don Beaulieu aos 13 anos),  Kristin Holstrom (Michelle Beaulieu aos 5 anos) Anne Honey ( Avó de Elvis), Billy Green Bush (Vernon Presley),  Jon Cypher ( Capitão Joseph Beaulieu, pai de Priscilla), Linda Miller ( Ann Beaulieu, mãe de Priscilla).
Direção: Lary Peerce
Genêro: Biografia
Duração: 240 minutos
Ano de lançamento: 1988
Nota que dou: 10

POSTER:




CAPA DE DVD:





FOTOS:












ELVIS E PRISCILLA:






CAPAS DO LIVRO:

Em Português



Em Inglês




ELVIS PRESLEY:



Elvis Aaron Presley nasceu em East Tupelo em 08 de janeiro de 1935 e morreu em Memphis no dia 16 de agosto de 1977. Seu irmão gêmeo Jessie Garon nasceu morto, seu pai foi preso em 1937 junto com o irmão de Gladys devido a estilionato, pouco depois a família foi despejada e Elvis e a mãe foram morar com os pais de Vernon, que saiu da prisão em 1941. Em 18 de julho de 1953 e posteriormente em 4 de janeiro, 5 de junho e 26 de junho de 1954, Elvis grava algumas canções de forma experimental, no "Memphis Recording Service", filial da Sun Records. Entretanto, em julho de 1954, Elvis entra em estúdio e grava outras canções iniciando assim sua carreira profissional. No dia 5 de julho de 1954, considerado o "marco zero" do rock, Elvis ensaiava algumas canções , até que, em um momento de descontracção, de forma improvisada, começou a cantar o blues "That's All Right, Mama" de Arthur Crudup, provocando em Sam Phillips um grande entusiasmo. Surgia então o rockabilly, uma das primeiras formas do rock'n and roll. "Take" realizado, nova canção, no gênero, foi concebida; dessa vez, "Blue Moon of Kentucky", um tema bluegrass que foi gravado com a mesma levada de "That's All Right, Mama". Ambas comporiam seu primeiro disco, um "compacto simples" (single). Participaram das sessões, além de Elvis e Sam, o guitarrista Scotty Moore e o baixista Bill Black. No dia 7 de julho as duas canções são executadas pela primeira vez numa rádio de Memphis, o resultado é um sucesso absoluto. Devido a toda essa repercussão, Elvis é convidado a dar uma entrevista, sua primeira como cantor profissional. A canção "Blue Moon Of Kentucky" chega ao primeiro lugar na parada country da Billboard na cidade de Memphis e "That's All Right" atinge o quarto lugar da mesma parada. Já no dia 17 de julho ele realiza o seu primeiro espetáculo na cidade de Memphis, em 2 de outubro ele faz seu primeiro espetáculo fora de Memphis, a cidade escolhida foi a capital do Country, Nashville. Em 8 de outubro, Elvis faz sua primeira apresentação fora do estado do Tennessee, a cidade escolhida é Atlanta na Geórgia. No dia 16 do mesmo mês Elvis tem provavelmente o seu primeiro grande momento na carreira, ele realiza na cidade de Shreveport no estado da Louisiana um espetáculo que era transmitido pela rádio local de enorme sucesso na época chamado "Louisiana Hayride", onde foi recebido de forma bastante entusiasmada pela plateia.Em 1958, Elvis foi para o exército, uma convocação real, facilmente descartável, porém aproveitada comercialmente por seu empresário para expandir sua faixa de público. Transferido, permaneceu na Alemanha de outubro de 1958 até março de 1960. Em 14 de agosto de 1958, o falecimento de sua mãe Gladys Presley transformar-se-ia no marco mais dramático de sua vida. Elvis jamais voltaria a ser o mesmo no quesito pessoal. Elvis e Priscilla sofriam uma crise no casamento. Ela reclamava que ele estava muito distante dela por causa de seus shows, além de existirem casos de infidelidade. Tudo isso causou, em fevereiro de 1972, o fim de seu casamento, ainda de maneira informal, causando-lhe imenso impacto e progressivo transtorno pessoal. Em janeiro de 1973, ele pede o divórcio definitivo. Ironicamente, Elvis viveu um ano triunfal profissionalmente, retornando, glorificado, ao primeiro lugar das paradas mundiais de sucesso com a canção "Burning Love".Na noite de 15 de agosto Elvis vai ao dentista por volta das 11:00 da noite, algo muito comum para ele. De madrugada ele volta a Graceland, joga um pouco de tênis e toca algumas canções ao piano, indo dormir por volta das 4 ou 5 da madrugada do dia 16 de agosto. Por volta das 10 horas Elvis teria levantado para ler no banheiro, o que aconteceu desse ponto até por volta das duas horas da tarde é um mistério. O desenlace ocorreu, possivelmente, no final da manhã, no banheiro de sua suite, na mansão Graceland, na cidade de Memphis, no Tennessee. Os fatores predisponentes sistêmicos, os hábitos cotidianos e as circunstâncias que culminaram com a morte de Elvis Presley, são dos pontos mais polêmicos e controvertidos entre seus biografos e fãs. Elvis só foi encontrado morto no horário das duas horas da tarde por sua namorada na época, Ginger Alden. Logo após, o seu corpo é levado ao hospital "Memorial Batista" e sua morte confirmada. A morte de Elvis Aaron Presley no dia de 16 de agosto de 1977, causada por colapso fulminante associado à disfunção cardíaca, surpreendeu o mundo, provocando comoção como poucas vezes fora vista em nossa cultura. Os fãs se aglomeraram em maior número em frente a mansão. As linhas telefônicas de Memphis estavam tão congestionadas que a companhia telefônica pediu aos residentes para não usarem o telefone a não ser em caso de emergência. As floriculturas venderam todas as flores em estoque. O velório aconteceu no dia 17. Alguns, dos milhares de fãs, puderam ver o caixão por aproximadamente 4 horas. Por volta das 3 da tarde do dia 18 de agosto a cerimônia para familiares e amigos foi realizada, com canções gospel sendo cantadas pelos "Stamps" (Grupo vocal gospel) e por Kathy Westmoreland (cantora), ambos fizeram parte do grupo musical de Elvis na década de 1970. Após a cerimônia todos foram levados até o cemitério em limusines, logo em seguida o corpo de Elvis é enterrado. Mas para os fãs e apreciadores de artistas que viraram ícones, a morte física de Elvis pouco importa. E para seus admiradores, enquanto houver desejo e emoção, Elvis Presley viverá.






PRISCILLA PRESLEY:


Priscilla Ann Wagner Beaulieu nasceu Brooklyn, Nova Iorque, 24 de maio de 1945. Priscilla veio a conhecer Elvis na Alemanha Ocidental no ano de 1959, quando Elvis prestava serviço militar.Priscilla acompanhava a mãe e seu padrasto, que era um oficial da força aérea americana. Começou a namorar Elvis em 1962 quando foi morar em Graceland. Casou-se no ano de 1967 em Las Vegas. Separou-se no começo de 1972, entretanto, oficialmente o casamento se encerrou no ano de 1973.Após o nascimento da filha do casal, Lisa Marie, Elvis se afastou fisicamente de Priscilla e tudo piorou na vida dos dois, além sua constante ausência por causa dos shows pelos EUA, Priscilla só vivia trancada em casa para cuidar de sua filha, não podia sair para lugar nenhum e passou a se sentir muito sozinha, vivia cercada de guarda-costas e era praticamente vigiada o dia inteiro, se sentia presa em sua própria residência, o marido a fazia sofrer e não aguentava mais traições de Elvis e ciúmes possessivo da parte dele e, por isso, diz ela, passou a enfrentar o marido e conseguiu mais liberdade, como poder sair de casa a passeios, e assim, iniciou sem pensar um caso amoroso com um instrutor de karatê, até então amigo de Elvis, o que ocasionou o separação oficial do casal, o que ela já queria a tempos. Priscilla Presley alegou no divórcio que Elvis a traía com diversas fãs. Assim ela passou a viver sozinha com a filha e Elvis a ajudava a criar a menina de longe, dando a pensão de Lisa Marie.


FAMÍLIA:
















MINHA OPINIÃO:



Achoque 99% das garotas algum dia já sonhou em se casar com seu ídolo, e acredito que quando Priscilla viu Elvis se encantou por ele primeiramente envolvida por todo o glamour que era estar ao lado dele, mas com o passar do tempo começou a amar a pessoa por trás do cantor. Mas como lidar com a falta de atenção? Amor e companheirismo? Aos poucos dia após dia ela viu seu "conto de fadas" tornar-se num pesadelo, Elvis até então era o amor de sua vida o homem que esconlherá para viver. Ele por sua vez tinha seus próprios fantasmas, e os envolvimento com o álcool o tornou uma pessoa totalmente diferente do que era quando a conheceu. É uma pena que tudo tenha acabado da forma como terminou, ele era um homem lindo e com um voz mais linda ainda, com sua morte perdemos um pouco da magia da música. Confesso que sempre que assisto esse filme choro muito, espero que você goste da dica.

Bjusss, Bjoksss, Bjõess

4 comentários:

ALEX MASSARO disse...

como consigo este DVD,

favor me enviar pelo e mail alexmassaro@maquinaspremag.com.br

Miriam Lisboa disse...

so não concordo com uma coisa, Vc diz que Elvis se envolveu com alcool, não é verdade Priscilla e todos os que o conheceram bem sempre disseram que Elvis não era de beber, alias ele não gostava de beber, e se bebeu foi muito , muito socialmente...

Julia Serra disse...

Onde posso adquirir o livro Elvis e eu de Priscilla Presley editado em portugues? Nao me importo que seja usado

Silvana Cosme disse...

Concordo com a Miriam Lisboa, Elvis não bebia e nem gostava de mulheres que bebessem, isso é dito por aqueles que eram próximo a ele.

Postar um comentário

Template by:

Free Blog Templates